Criminoso mais procurado de PE, líder da Gangue do Buchudo é preso pela Polícia Civil

Com diversos crimes na ficha, Buchudo, como é conhecido, também seria responsável pelo quíntuplo homicídio em São José da Coroa Grande
Buchudo, de 32 anos, tem um extensa ficha criminal que inclui tráfico de drogas e outros crimes / Foto: Divulgação/Polícia Civil
JC Online
O bandido mais procurado do Estado, Antônio Carlos da Silva, conhecido como Buchudo, foi preso na tarde desta sexta-feira (15). Segundo a Polícia Civil, o homem é responsável pelo quíntuplo homicídio que aconteceu na cidade de São José da Coroa Grande, Litoral Sul, no mês de fevereiro.
Buchudo, de 32 anos, tem um extensa ficha criminal que inclui tráfico de drogas. O local da prisão não foi divulgado por questões de segurança. Mais detalhes serão divulgados  pela polícia em coletiva de imprensa na segunda-feira (18).
Na última semana, dois integrantes da “Gangue de Buchudo” foram presos no Litoral Sul. No dia 7, um homicida, que não teve sua identidade revelada, foi preso na cidade de Barreiros. Além de cometer diversos assassinatos, ele também é acusado de tráfico de drogas.
Um dia depois, outro integrante foi preso. Dessa vez, em São José da Coroa Grande. O homem, que também teve o nome preservado, foi preso na Comunidade da Beira Mole. Ele estava com entorpecentes que seriam vendidos na localidade.
Cinco pessoas foram mortas na manhã do dia 17 de fevereiro, em São José da Coroa Grande, município do Litoral Sul de Pernambuco. Segundo a Polícia Civil, a principal suspeita seria uma vingança ao triplo homicídio que aconteceu dias antes, quando três adolescentes, envolvidos em briga de gangues, foram assassinados no bairro de Vila Jagatá.
“Existe uma disputa pelo território do tráfico em São José da Coroa Grande, que vem sendo pleiteado por grupos criminosos da cidade vizinha de Barreiros”, afirma a delegada Érica Bezerra. Das cinco pessoas assassinadas, são quatro homens com idades de 16, 19, 20 e 35 anos, e uma adolescente de 12 anos.
De acordo com a polícia, a menina seria usuária de drogas e estaria fora de casa há vários dias, sendo procurada pela família. Ainda segundo a polícia, a moça era namorada de uma das vítimas.
Divulgação/Polícia Civil
JC Online
PUBLICIDADE: VESTIBULAR FAINTVISA 2018.2 FAÇA JÁ SUA INSCRIÇÃO,ACESSE CLICANDO AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
%d blogueiros gostam disto: